Atendimento Whatsapp

Blog

Especialização e trabalho como médico no exterior “a experiência é válida, porém é necessário força e determinação”

Especialização e trabalho como médico no exterior “a experiência é válida, porém é necessário força e determinação”

A experiência de revalidar o diploma médico e trabalhar no exterior é um tópico que frequentemente interessa muito colegas médicos. Além de uma oportunidade para conhecer centros de excelência em áreas específicas da medicina, frequentemente os médicos buscam por oportunidades de trabalhar e serem treinados nessas áreas – esse último conhecido como “fellowship”.

Também, vale destaca que além do lado profissional há certamente um ganho do ponto de vista pessoal, seja no ganho de fluência com uma língua estrangeira ou a convivência com pessoas de diferentes origens.

Cabe destacar, porém, que há certamente um custo pessoal envolvido pela distância dos familiares e as dificuldades de desbravar um ambiente novo.

Em uma recente entrevista à Sala de Imprensa da Faculdade de Ciências Médicas da UNICAMP, apresentamos a trajetória pessoal percorrida para a realização desse projeto. Ainda, discutimos sobre o retorno ao Brasil e o estabelecimento no país.

Fica um convite a leitura sobre o tópico e nosso agradecimento à Sala de Imprensa da FCM UNICAMP.

https://www.fcm.unicamp.br/fcm/relacoes-publicas/saladeimprensa/past-residents-department-surgery-sms-unicamp-came-back-birmingham-uk-sao-paulo

Inovação – A preservação dinâmica de órgãos através da máquina de perfusão hepática ex situ

Inovação – A preservação dinâmica de órgãos através da máquina de perfusão hepática ex situ

Órgãos de doadores com esteatose, órgãos expostos a tempos prolongados de preservação, órgãos de doadores idosos ou órgãos de doadores de coração parado são todos mais vulneráveis a lesão de preservação (isquemia-reperfusão) e, portanto, são chamados de órgãos de doadores de critérios estendidos.

Os parâmetros definidores dessa categoria de órgãos podem variar ligeiramente entre os centros, embora, consistentemente, estejam associados a taxas mais elevadas de disfunção do enxerto e menor sobrevida pós-transplante. Apesar dos resultados inferiores, sua utilização é necessária para enfrentar a escassez de órgãos de doadores para transplante. Embora os cirurgiões transplantadores não tenham controle sobre essas características de doadores, eles podem considerar alternativas para preservar melhor ou mesmo recondicionar esses fígados limítrofes antes do transplante.

A utilização mais ampla desses órgãos nos últimos anos, como uma consequência natural da mudança demográfica da população de doadores, excedeu as capacidades de preservação do tradicional armazenamento a frio estático em gelo; e a preservação dinâmica de órgãos, através da máquina de perfusão ex situ do fígado, é considerada um possível método alternativo de preservação.

O uso dessa técnica pode oferecer diversas vantagens em relação à preservação estática no gelo, com preservação superior de órgãos, através da (1) limitação da isquemia (ausência de oxigênio para o órgão) durante a preservação; (2) a avaliação da função do órgão antes do transplante; e (3) a possibilidade de melhorar ou reparar órgãos altamente vulneráveis. No entanto, os benefícios podem variar entre diferentes modalidades de máquina de perfusão; portanto, esses protocolos são frequentemente vistos como divergentes ou até mesmo competitivos neste momento.

Conheça mais sobre a preservação dinâmica de órgãos através da máquina de perfusão hepática em alguns dos nossos artigos seguindo os links abaixo:

https://www.wjgnet.com/2220-3230/full/v9/i1/14.htm

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC5945712/pdf/40472_2018_Article_188.pdf

 

Manipulation of Lipid Metabolism During Normothermic Machine Perfusion: Effect of Defatting Therapies on Donor Liver Functional Recovery

Manipulation of Lipid Metabolism During Normothermic Machine Perfusion: Effect of Defatting Therapies on Donor Liver Functional Recovery

Segundo dados do Ministério da Saúde, em 2016, um em cada cinco brasileiros já apresentavam obesidade. Esse não é um problema restrito ao Brasil e diversos países apresentam prevalências semelhantes e até mesmo superiores dessa condição. Torna-se importante destacar que a obesidade aliada a um estilo de vida sedentário está significativamente associada com o desenvolvimento de doenças crônicas, como a hipertensão arterial, diabetes mellitus e a esteatose hepática (gordura no fígado).

A esteatose do fígado é parte de um espectro de alterações conhecida como Doença Hepática Gordurosa Não Alcoólica e é, sabidamente, um fator de risco para o desenvolvimento de cirrose do fígado e carcinoma hepatocelular (o câncer primário do fígado). Hoje, no mundo, as indicações de transplante de fígado por essas duas causas já despontam entre as principais.

No entanto, a epidemia global de obesidade afeta o transplante de fígado não apenas aumentando a população de pacientes necessitando desse tratamento salvador, mas também comprometendo a qualidade de órgãos de doadores. Fígados esteatóticos são sabidamente mais sensíveis a lesão de preservação (isquemia-reperfusão) compondo uma das principais razões para o descarte de órgãos de doadores de acordo com diversos estudos.

Nesse estudo pioneiro, nós investigamos a eficácia do aumento farmacológico do metabolismo lipídico dos fígados humanos durante a preservação na máquina de perfusão hepática normotérmica ex situ para promover o “defatting” (desengordurar o fígado) e melhorar a recuperação funcional dos órgãos antes do transplante. O tratamento resultou em redução de 40% da esteatose macrovesicular em 6 horas e, de forma mais importante, esteve associado com melhora funcional dos fígados esteatóticos e diminuição da expressão de marcadores de lesão tecidual.

Confira os detalhes em maior profundidade em nosso artigo (em inglês) publicado na renomada revista americana Liver Transplantation

https://aasldpubs.onlinelibrary.wiley.com/doi/epdf/10.1002/lt.25439

Preventing Tumour Recurrence After Liver Transplantation: The Role of Machine Perfusion

Preventing Tumour Recurrence After Liver Transplantation: The Role of Machine Perfusion

A escolha do órgão do doador para transplante impacta significativamente na sobrevida dos pacientes no curto e longo prazo bem como é associado com o desenvolvimento de complicações pós-operatórias, como a insuficiência renal aguda e as complicações biliares.

Porém, a importância da seleção e do recondicionamento de órgãos antes do transplante, através da máquina de perfusão hepática extracorpórea, tornou-se um “hot topic” no transplante de fígado. Nessa revisão da literatura realizada em parceria com hospitais e universidades da Itália e Reino Unido, publicada em agosto de 2020 no International Journal of Molecular Sciences, nós discutimos os mecanismos básicos associados com a recorrência tumoral do câncer primário do fígado após o transplante. Ainda, nós pesquisamos e apresentamos os fatores de risco associados com esse desfecho desfavorável. Finalmente, nós discutimos como a nova tecnologia da máquina de perfusão hepática extracorpórea pode impactar positivamente e mitigar a recorrência tumoral após o transplante.

Confira os detalhes em maior profundidade em nosso artigo (em inglês)

https://www.mdpi.com/1422-0067/21/16/5791/htm

Nossa história

Nossa história

Após 10 anos de prática clínica como médico é uma honra oferecer cuidados de saúde humanizados e fortemente alicerçados em um repertório científico sólido, tanto no atendimento clínico do consultório e dos hospitais quanto na realização de procedimento cirúrgicos, esse é o objetivo maior desse projeto.

Após a especialização médica com realização de duas residências médicas no Brasil, revalidação do diploma médico no Reino Unido seguido pelo aprimoramento com a realização de um fellowship no Queen Elizabeth Hospital, Birmingham, Inglaterra, busco uma medicina focada no paciente almejando constantemente o estabelecimento de um diagnóstico preciso e tratamento eficaz. Nessa página, além de conhecer um pouco mais sobre minha formação e trajetória, será possível encontrar informações de saúde na Central Educativa. Nessa sessão especial do site serão publicadas informações sobre as últimas publicações científicas que venho desenvolvendo bem como apresentadas as últimas tendências em inovações dentro da especialidade. Ainda, informações de saúde, visando prover educação e orientações relevantes para ajudar os pacientes e a comunidade, serão frequentemente publicadas através do nosso blog e disponibilizadas na forma de texto e/ou vídeo. Com o mesmo intuito, serão oferecidos kits de conteúdo, na sessão Materiais Educativos, com orientações pré e pós-consulta/cirurgia). Acompanhe as mídias sociais e assine nossa Newsletter para ficar por dentro de todas essas novidades. Surgiu alguma dúvida? Entre em contato.

Consultórios

Jardim Paulista
Av. Brigadeiro Luís Antônio, 3.421
Cj. 508 - Jd -Paulista - São Paulo - SP
Cep: 01401-001
Albert Einstein
Avenida Albert Einstein 627
Pavilhão Vicky e Joseph Safra
Bloco A1 - São Paulo SP
CEP: 05652-900

Fale Conosco

(11) 2151-9205

Albert Einstein
Horário de Atendimento
Seg à Sex - 8h às 20h

Atendimento Whatsapp

E-mail